Recebe conteúdo exclusivo

Dicas, ferramentas e tutoriais para utilizares o Marketing Digital a favor do teu negócio.

Ao submeter o email, concordas com a Política de Privacidade.
Guia Completo das Audiências Personalizadas no Facebook Ads

Guia Completo: Públicos Personalizados no Facebook Ads

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Com mais de 1.6 mil milhões de utilizadores diários ativos, o Facebook coloca à tua disposição uma audiência gigante de potenciais clientes para o teu negócio.

Ainda assim, este número obriga a que as tuas campanhas sejam bem segmentadas para alcançarem as pessoas potencialmente mais interessadas na tua oferta, com o intuito de minimizar os custos com publicidade e aumentar o ROI.

Com isto em mente, surgem os públicos personalizados, que te vão permitir traçar as melhores estratégias de segmentação para os teus anúncios. Isto é, os públicos personalizados são grupos bem definidos de pessoas que já demonstraram interesse na tua oferta e que, de alguma forma, já criaram um tipo de relação com a marca.

Uma das grande vantagens dos públicos personalizados é a oportunidade de criar públicos semelhantes – audiência que partilha características chave de uma audiência que já interagiu contigo.

No final deste artigo serás capaz de criar públicos personalizados no Facebook, potenciando os resultados das tuas campanhas.

O Que São Públicos Personalizados?

Os públicos personalizados do Facebook são uma forma de segmentação que permite aos anunciantes voltar a interagir, comunicar, informar e vender com pessoas que já demonstraram interesse e se envolveram com a marca.

O tipo de audiência que deves criar está 100% dependente do objectivo que desejas alcançar com as campanhas.

São 12 os tipos de audiências que tens à disposição e, por exemplo, se tens uma lista de clientes podes criar públicos personalizados a partir dela.

Ao fazê-lo, o Facebook funciona como um sistema de correspondência (não, nada a ver com o Tinder 😅), ao associar os teus contactos com um perfil de utilizador na plataforma. Mas vamos falar sobre isto mais à frente.

Importante também referir que todas os públicos personalizados são audiências de remarketing, uma estratégia da qual não vais querer abdicar.

Tipos de Públicos Personalizados

Este tipo de público pode ter 2 origens distintas: podes criá-los a partir das tuas fontes ou a partir de fontes da própria plataforma.

Públicos personalizados criados a partir das tuas fontes implicam a integração/sincronização com diferentes API do Facebook para que este consiga armazenar e utilizar os dados: Pixel, SDK, conjunto de eventos offline e importação de lista de clientes.

Já as fontes da plataforma são óbvias: utilizas as informações que o Facebook guarda a partir da actividade gerada nas redes sociais – visitas à tua página, gostos e comentários, visualização de vídeo, interacção com Instagram, formulário de leads, etc.

Como Criar Públicos Personalizados

Feito o devido enquadramento e breve explicação das diferentes fontes para criar públicos personalizados, é hora de passar à parte prática.

Há um passo em comum entre todas: o acesso à secção de públicos antes de iniciar a sua criação.

Para isso, quer seja a partir do Gestor de Negócios ou do Gestor de Anúncios, basta acederes às Ferramentas de Negócios e clicar na opção Públicos:

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Na página seguinte, basta clicar em Criar público e depois em Público Personalizado:

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Depois é só escolher o tipo de audiência que pretendes criar segundo o objectivo que desejas alcançar com a tua campanha:

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

12 Tipos de Públicos Personalizados no Facebook Ads

Vamos então falar sobre cada um dos públicos personalizados que, à data, o Facebook coloca à nossa disposição:

Site

Assim que instalas o Pixel do Facebook no teu website, a plataforma passa a monitorizar a actividade e faz a devida correspondência dos visitantes aos seus perfis de utilizador.

É imperativo que utilizes esta informação para criar audiências personalizadas pois as tuas campanhas de remarketing serão baseadas em comportamentos específicos dos utilizadores – maior relevância.

Não interessa se são públicos que visitaram a homepage, páginas específicas de produtos/landing pages ou até mesmo adições ao carrinho.

Aproveita toda a informação que o Pixel te dá para adaptar as campanhas ao que cada audiência procura.

Tens igualmente a possibilidade de definir o intervalo de tempo destas audiências: para pessoas que visitaram mais recentemente – 7 dias, 14 dias, 30 dias – ou focar em visitantes mais distantes – 60 dias, 90 dias, 180 dias.

Estes são os intervalos de tempo mais comuns mas ajusta-os consoante o objectivo das campanhas.

Por exemplo, para utilizadores que adicionaram artigos ao carrinho mas que não concluíram a acção, focar num intervalo de tempo mais curto pode ser vantajoso, por exemplo 1 ou 3 dias.

Isto é, podes criar uma audiência de pessoas que adicionaram ao carrinho nos últimos 3 dias e criar uma campanha especificamente para essa audiência.

As pessoas recordarão com mais “frescura” a sua acção, aumentando assim a possibilidade de voltarem ao website e converterem.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

É a partir deste ponto que defines determinadas condições que serão a base para a esta audiência:

  • todos os visitantes sem excepção – máximo até 180 dias
  • visitantes de páginas específicas – de produtos, serviços, pricing pages ou páginas de captura, por exemplo – máximo até 180 dias
    • vai aparecer uma opção para colocares o URL que corresponde à página em questão
  • tempo passado no website – 5, 10 ou 25% das pessoas que mais tempo despenderam na navegação
  • eventos que criaste no Pixel que, neste caso, são de Visualização de Página e Lead.

Ainda neste passo tens a possibilidade de incluir ou excluir mais pessoas, processo que diz respeito à sobreposição de públicos.

No segundo passo, apenas te é pedido para atribuir um nome à audiência – em qualquer etapa de nomenclatura daqui para a frente, nunca te desleixes e dá nomes que te permitam identificar mais tarde a 100% o que outrora criaste.

Frisando, é fundamental cumprir um requisito para estar habilitado a criar este público: ter o Pixel do Facebook correctamente configurado e instalado em todas as páginas do teu website.

Lista de Clientes

Um dos públicos personalizados mais valiosos que podes criar.

Por exemplo, poderás fazer upload da tua lista de clientes com o intuito de aumentar o LTV, anunciando novos produtos ou aplicando estratégias como o up-selling e o cross-selling.

Se tiveres um bom número de clientes na lista poderás também criar um público semelhante. Haverá algo melhor que poder criar uma audiência fria com base nas características dos teus actuais compradores? Perfeito para escalar!

Para isso necessitas de importar a lista de contactos… mas não te preocupes. Através de um processo denominado hashing, o Facebook mantém estes dados privados ao mesmo tempo que sincroniza com perfis da sua plataforma.

Tem em atenção que só podes importar este tipo de informação de clientes que deram permissão a receber propostas e anúncios da tua marca.

Não podes usar listas de outros websites e, se alguém cancelar a sua subscrição, tens obrigatoriamente de a actualizar.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Nesta fase o Facebook preocupa-se em te informar sobre que tipo de dados necessita que façam parte da tua lista.

Caso não recorras a este tipo de processo, ao avançar para o próximo passo o Facebook pergunta-te se a tua lista irá incluir o LTV – o valor que cada cliente representa para ti ao longo do tempo baseado na frequência e no volume de compras.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

O LTV (Lifetime Value) é óptimo se no futuro quiseres criar públicos personalizados com base no valor dos teus melhores clientes.

Independentemente de optares por incluir o LTV ou não, o próximo passo não muda: é momento de fazer o upload do ficheiro que terá de ser em formato .CSV ou .TXT.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Mais uma vez, resta adicionar um nome à audiência para concluir o seu processo de criação. Como é um público personalizado que não actualiza automaticamente, sugiro que coloques sempre a data no nome para que possas saber quando foi actualizada pela última vez.

Actividade da App

Quando registas a tua aplicação e configuras o SDK no Facebook for Developers – espaço desenvolvido para criadores de apps – estás pronto para criar públicos personalizados com as pessoas que interagiram com ela.

Este tipo de audiência é um óptimo ponto de partida para campanhas de envolvimento com a tua aplicação.

Podes segmentar para pessoas que descarregaram a app mas que não a utilizam, para pessoas que fizeram compras na aplicação ou que alcançaram um determinado nível no teu jogo.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

No meu caso, como não tenho nenhuma aplicação ou jogo associado a mim, o Facebook não me deixa avançar com a criação desta audiência.

Mas as opções que aqui tens à disposição vão certamente ser-te familiares:

  • pessoas que abriram a aplicação
  • utilizadores mais activos, por percentual –  5, 10 ou 25%
  • utilizadores por valor de compra, também por percentual – 5, 10 ou 25%
  • segmentar utilizadores pelas suas acções, dados demográficas, informações do dispositivo e até através da ferramenta de Analytics do Facebook
  • baseado em Eventos da tua app – o Facebook dispões de eventos padrão no SDK, mas podes criar eventos específicos

Tens igualmente à disposição a opção de incluir e excluir públicos.

Actividade Offline

A criação deste tipo de audiência implica uma interacção que ocorra offline na loja, por telefone ou por qualquer outro canal tradicional.

É possível segmentar, por exemplo, por eventos como compras na loja ou marcações. Através da API de Conjunto de Eventos Offline, envias todos estes dados para o Facebook ter acesso à actividade.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Podes seleccionar múltiplos eventos que ocorreram offline – até 720 dias – para melhor segmentares a audiência.

Além do mais podes filtrar, por exemplo, por valor agregado para especificar a frequência de um evento.

Ao definir o teu evento para “Compra” e ao acrescentar um valor de frequência 2, significa que houve pelo menos uma compra de 2 produtos.

Vídeo

As audiências personalizadas de vídeo são criadas a partir das pessoas que visualizaram os vídeos que partilhas no Facebook e no Instagram.

Permitem-te criar poderosas campanhas de remarketing porque é um formato de conteúdo que gera mais envolvimento: é mais interactivo, comunicativo e promove maior empatia junto dos utilizadores.

O consumo e assimilação de informação é mais natural e fluída por vídeo do que por texto ou imagem, um cenário já exaustivamente confirmado pelo neuromarketing.

Se já andas a pensar em pegar num telemóvel e gravar – sim, não precisas necessariamente de uma câmara de cinema – a melhor altura para o fazer é agora.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Podes criar públicos personalizados baseados no tempo em que as pessoas assistiram ao teu vídeo ou pela percentagem de tempo.

É comum que as pessoas, num espaço de 3 segundos de visualização, parem de assistir.

Podes começar por uma audiência que viu pouco tempo do vídeo para captar um maior número de pessoas ou por quem interagiu mais e que, em consequência, terá mais interesse nos teus anúncios.

Existem 2 pontos importantes a reter:

  • Para vídeos de curta duração associa um percentual maior – 75% e 95%
  • Para vídeos de maior duração associa um percentual menor – 5%, 25% e 50%

Perfil do Instagram

Esta opção permite-te criar uma audiência personalizada composta por pessoas que interagiram com o teu perfil profissional no Instagram – apenas os perfis comerciais ou de criador são considerados profissionais.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Através do perfil do Instagram podes criar públicos que interagiram contigo segundo através das seguintes condições:

  • qualquer pessoa que visite o teu perfil – independentemente da acção que realize
  • pessoas que interagiram com a tua publicação ou anúncio: gostos, comentários, publicações guardadas, deslizar num conteúdo em formato carrossel, cliques em CTA ou partilha de publicações/anúncios via mensagem directa
  • pessoas que te enviaram mensagens
  • pessoas que guardaram publicações e anúncios

Formulário de Leads

Composta por pessoas que abriram ou preencheram um dos teus anúncios de formulário de captação de leads no Facebook ou no Instagram.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Se alguma vez incorporaste um formulário numa campanha no Facebook, podes colher os frutos de imediato com as seguintes possibilidades:

  • qualquer pessoa que abriu o formulário
  • pessoas que abriram mas que não submeteram – podes depois criar um anúncio para direccionar esta audiência para o website para ficarem a saber mais sobre a tua oferta
  • pessoas que abriram e que submeteram o formulário – demonstração efectiva de interesse e possibilidade de nutrir esta audiência para conversão

Depois, basta inserires o formulário em questão para que o Facebook faça a devida selecção.

Eventos

Como o próprio nome indica, são públicos personalizados que se baseiam nas pessoas que interagiram com Eventos que criaste a partir do Facebook.

Tens a possibilidade de segmentar para públicos que interagiram de diferentes formas no teu evento, como criar uma audiência apenas de quem respondeu que “Vai” ou para quem já comprou um bilhete.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Experiência Instantânea

No passado conhecida como o Canvas, a Experiência Instantânea (IX) é apresentada em tela cheia e tem como objectivo divulgar os teus produtos ou serviços.

Tal como nos pontos anteriores, é possível criar uma audiência personalizada apenas das pessoas que clicaram no anúncio e abrem a Experiência Instantânea.

Basicamente, funcionam como uma montra do que pretendes divulgar, tudo num só anúncio.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Página do Facebook

Públicos personalizados com base na página do Facebook seguem a mesma lógica que as do Perfil do Instagram: são baseadas nas pessoas que interagiram com a tua marca no plataforma.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Podes optar por qualquer acção realizada na tua página:

  • visitas à página
  • interacção com uma publicação ou anúncio
  • cliques no CTA – botão de apelo à acção.
  • envio de mensagens
  • página ou publicação guardada

Shopping

Com a mais recente novidade introduzida – as lojas das páginas do Facebook passam a ser denominadas de Lojas do Facebook – esta é uma audiência que pode ser criada a partir dos utilizadores que interagiram com os teus produtos dentro do Instagram e do Facebook.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Ao criar esta audiência, podes definir em que rede social ocorreram as acções, que estão divididas entre pessoas que visualizaram, adicionaram ou compraram produtos.

Anúncios no Facebook

Intimamente relacionadas com catálogos de produtos, este público é criado com as pessoas que interagiram com ele no Facebook.

A criação desta audiência é baseada na interacção que aconteceu com o teu catálogo, em que podes seleccionar quem visualizou os produtos ou quem enviou mensagens para a página a pedir mais informações.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

6 Vantagens de Criar Públicos Personalizados

Com uma visão mais macro, aqui ficam 6 vantagens de criar públicos personalizados que te permitem crescer e tornar o teu negócio mais rentável.

Maior Relevância

Uma das grande vantagens de anunciar no Facebook são as inúmeras opções de segmentação por onde escolher.

Esta filtragem ajuda-te a aumentar a relevância da tua mensagem ao procurar por pessoas que estarão, à partida, mais interessadas na oferta.

Quanto mais relevante for o anúncio, mais pessoas interessadas conseguirá atrair a um custo inferior, resultando em mais conversões e claro, um retorno sobre o investimento superior.

Podes direccionar, por exemplo, uma campanha especialmente criada para uma audiência que visitou recentemente o teu website ou página de captura, atraindo as pessoas a comprar o teu produto ou serviço enquanto ainda têm memória do mesmo.

Recordar Potenciais Compradores

Alguns visitantes do teu website vão abandonar o carrinho sem concluir a compra, um acontecimento bastante comum para quem tem loja online.

Com recurso aos públicos personalizados, tens a oportunidade de comunicar novamente com estas pessoas e relembrar-lhes da acção pendente.

Tens muito por onde te inspirar para finalmente cativar esta fatia de clientes: um cupão de desconto, oferta de portes na primeira compra, um período de teste grátis ou uma amostra do produto são algumas boas práticas.

Se entregas valor, consegues guiar a audiência a realizar a acção desejada.

Comunicação Personalizada

Mencionei no tópico da relevância a possibilidade de anunciar para visitantes de uma página em específico do teu website.

Para exemplificar, imagina que uma empresa de suplementos energéticos verificou que um utilizador navegou por uma página de um dos seus produtos.

Para dar seguimento a este comportamento, a empresa pode (e deve!) desenvolver estratégias que voltem a colocar no ecrã destas pessoas o produto que outrora lhes suscitou interesse.

Desta forma, és capaz de fazer corresponder a oferta à procura de uma forma muito mais eficaz.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Melhoria Nas Vendas

Há melhor cenário para os consumidores do que verem as suas necessidades serem correspondidas?

Com toda a informação que és capaz de recolher de certeza que vais alcançar uma audiência muito mais qualificada e disposta a converter.

Acredita que os públicos personalizados elevam o teu investimento até um patamar de grande eficiência por encontrar pessoas que já te conhecem e por lhes fazer chegar a oferta que mais satisfaz as suas necessidades.

Contribuem de igual modo para uma comunicação mais fluída e encurta distâncias com as pessoas que mais interessam e se identificam com o teu negócio, maximizando cada euro que investes em publicidade.

Públicos Personalizados → Públicos Semelhantes → Novos Clientes

Se podemos afirmar que os públicos personalizados são a referência para estratégias de remarketing, os públicos semelhantes são a referência para escalar e adquirir potenciais novos clientes.

As lookalike permitem alcançar pessoas com interesses e comportamentos similares ao público que escolhes como base.

Quanto mais qualificada for a tua audiência base (personalizada), melhor será a composição da lookalike.

Esta criação é feita em poucos passos, descartando todo o processo e segmentação na criação de audiências personalizadas.

Se precisares de ajuda nesta fase, podes consultar um artigo presente no meu blog sobre as Lookalike Audiences.

Educar & Comunicar Novidades

O verdadeiro propósito de qualquer negócio ou empresa são as receitas provenientes de clientes satisfeitos que nos acompanham ao longo do tempo.

Com isto em mente, utiliza as tuas audiências personalizadas como forma de comunicar novidades ou actualizações sobre produtos que já compraram ou outros que estão prestes a ser lançados e que apresentam novas funcionalidades.

Isto fará com que as pessoas se lembrem sempre da tua marca quando tiverem necessidade de comprar alguma coisa, aumento a tua autoridade no mercado.

Guia Completo dos Públicos Personalizados no Facebook Ads

Conclusão

O percurso foi longo até aqui, não foi?

Com tudo o que conseguiste absorver com este artigo sais daqui preparado para criar públicos personalizados valiosos e, acima de tudo, que se enquadram com as campanhas que tens em mente.

Isto vai permitir que alcances melhores resultados e maximizes o teu investimento ao mesmo tempo que reduzes gastos desnecessários.

Se uma das grandes vantagens do digital é conseguir apresentar a proposta certa para a pessoa certa, os públicos personalizados são a chave para que consigas reproduzir isto nos teus anúncios.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Bruno Moura

Bruno Moura

Freelancer, PPC Manager, consultor e formador com mais de 10 de experiência em marketing digital. Segue-me no Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

Close Menu