Recebe conteúdo exclusivo

Dicas, ferramentas e tutoriais para utilizares o Marketing Digital a favor do teu negócio.

Ao submeter o email, concordas com a Política de Privacidade.
A Distribuição e Optimização de Anúncios no Facebook

A Distribuição e Optimização de Anúncios no Facebook

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Quanto te disserem que basta ter um grande orçamento para alcançar resultados através de anúncios no Facebook, desconfia…

Atenção, não há qualquer dúvida que com maior poder de investimento crias melhores condições para as campanhas alcançarem melhor desempenho.

Mas nunca será o único e decisivo factor, assim como no leilão o valor de licitação não garante, por si só, as melhores posições.

Existem muitos parâmetros que influenciam os teus resultados no Facebook: público-alvo, segmentação correcta, locais de publicação, orçamento, oferta, etc.

Para a tua estratégia ter uma base de sucesso tens de entender o que faz girar a roda, e uma das coisas é compreender como o algoritmo faz a distribuição e optimização de anúncios.

Distribuição e optimização são inseparáveis, pelo menos se o teu objectivo passa por alcançar resultados 😅

Com este artigo quero explicar-te ambos os conceitos, como o Facebook desenrola o processo e o que podes fazer para o ajudar.

Comecemos!

O Processo de Distribuição e Optimização de Anúncios

É muito comum achar, ainda para mais se estiveres a iniciar, que o Facebook vai distribuir os anúncios para todas as pessoas que compõem o teu público-alvo.

Isto será verdade? 🤔

Não.

Não interessa o valor mensal que tens para investir – outro aspecto que muitas das vezes surge, de forma errada, como tentativa de alcançar todas as opções dentro da audiência.

Quanto mais dinheiro, mais margem e poder negocial, mais possibilidades e frequência de resultados, certo?

De certa forma, sim.

Mas irão esses resultados reflectir e preencher os teus objectivos?

Uma boa segmentação de público com equilíbrio entre o seu tamanho, qualidade e orçamento disponível é apenas o primeiro passo para uma boa distribuição de anúncios.

O que se segue?

A optimização dos anúncios.

Entendida a lógica por detrás da distribuição, é aqui que entra a optimização dos mesmos.

Este processo está desenhado para te ajudar, não tenhas dúvidas.

Uma boa optimização vai possibilitar que a distribuição por parte do Facebook seja feita de forma mais estável e condizente com o que pretendes.

Quando defines uma audiência e a seleccionas para fazer parte de um conjunto de anúncios, a ferramenta sabe que dentro da mesma existem pessoas com maior probabilidade de executar diferentes acções.

A Distribuição e Optimização de Anúncios no Facebook

Estas conclusões que o Facebook tira são com base em anos de monitorização das actividades dos seus utilizadores dentro e fora da plataforma.

Já sabes, o Facebook conhece-nos muito bem.

Das pessoas que fazem parte do teu público, vais ter as que estão mais preparadas para ver um vídeo, outras que estarão mais preparadas para converter ou para clicar na ligação, por exemplo.

Tu dizes ao Facebook o “tipo” de pessoa que ele deverá procurar e o algoritmo vai esforçar-se por alcançar pessoas que executem uma acção em específico.

Logo, torna-se um pouco óbvio que para uma correcta configuração da forma como a entrega está a ser optimizada desempenha um papel importante nos teus resultados.

Onde fazemos isso?

Defines o teu evento de optimização ao nível do conjunto de anúncios, na secção Optimização e publicação.

A Distribuição e Optimização de Anúncios no Facebook

Com esta imagem, é imperativo relacionar os objectivos de campanhas com os eventos de optimização.

Objectivos de Campanha e Eventos de Optimização

O objetivo de campanha que escolheres fará com que sejam apresentados diferentes eventos de optimização para cada um deles.

De notar que o evento que escolhes não tem necessariamente de ser igual ao teu objectivo de campanha.

Por exemplo:

  • numa campanha de Conversões, podes optar por optimizar para Cliques na Ligação⠀
  • numa campanha de Tráfego, podes optar por optimizar para Impressões⠀
  • numa campanha de Mensagens, podes optar por optimizar para Leads

Se quiseres consultar ao detalhe quais as opções, o Facebook tem uma lista que dispõe os eventos de optimização para cada objectivo de campanha.

Posto isto, é importante que percebas que os resultados estão intimamente relacionados com os parâmetros de optimização que apresentas à plataforma.

Como é claro, o objectivo da tua campanha tem de espelhar com precisão o que pretendes alcançar em cada estratégia.

Vamos supor que o teu negócio envolve venda de um produto ou serviço – não interessa o mercado.

Se na configuração da campanha colocares cliques na ligação como evento de optimização na tua campanha de conversões, o Facebook só estará preocupado com uma única coisa:

❗ encontrar pessoas dentro do teu público que estejam preparadas a clicar na ligação e não a converter no website.

Nem sequer se importa se a audiência passou 10 segundos a visitar a loja, se visitou a página de um produto ou se viu as mensalidades do serviço.

Pediste cliques na ligação? É isso que a plataforma vai entregar.

A lógica é muito simples: optimizar correctamente as campanhas permite encontrar as pessoas correctas e poupar dinheiro em acções que não suportam o teu objectivo.

A Relação Com a Fase de Aprendizagem

Não me vou alongar muito neste tópico porque explico-o melhor num artigo sobre a Fase de Aprendizagem que está disponível no meu blog.

A questão é que é impossível falar de distribuição, optimização e eventos de optimização sem mencionar este processo, este ciclo.

Quando lanças uma campanha, o Facebook necessita de registar num espaço de 7 dias – de forma estimada – 50 eventos de optimização em cada conjunto de anúncios.

Durante esta fase o algoritmo está a aprender e os resultados são instáveis, o que é perfeitamente normal.

A ferramenta precisa de volume para trabalhar de forma mais eficaz e a fase de aprendizagem é o período que o Facebook necessita para analisar e refletir sobre essa informação.

O teu conjunto de anúncios pode terminar a fase de aprendizagem ou pode não o conseguir fazer, ficando no estado de aprendizagem limitada.

Se for o caso, não desesperes.

É possível alcançar resultados mesmo com este “problema”, pelo que só tu poderás analisar se o volume de resultados é adequado ou se está muito aquém do expectável.

Se os resultados estiverem maus, poderás sempre recuar um passo no teu evento de conversão (intrinsecamente ligado ao funil de vendas, como explicarei de seguida), aumentar o orçamento, confirmar se os teus anúncios estão com um baixo CTR, se a taxa de conversão no website está muito baixa e se algo poderá ser feito em relação a isso, etc.

O importante é perceberes como as coisas funcionam para que te seja mais fácil analisar, adaptar e corrigir, um processo que deve ser interminável no teu processo de gestão.

Optimização e Resultados

O que podes fazer para potenciar a optimização e proporcionar melhores condições ao algoritmo para que a distribuição seja feita no ponto?

É tudo uma relação entre audiência bem segmentada, bom valor de orçamento e correctas definições e parâmetros da campanha, com especial foco no evento de optimização.

Há uma prática muito comum que te permite angariar mais eventos de optimização e alimentar o Facebook com dados: subir no funil de vendas.

Basicamente, optimizar para eventos que acontecem com maior frequência e que permitem entregar mais e melhores resultados.

Imagina que estás a optimizar para Compra e não consegues de forma alguma alcançar os 50 eventos de optimização.

Sobe no funil e optimiza para acções que exigem menos reflexão por parte do público, como eventos de Adição ao Carrinho (ATC) ou até mesmo Visualização de Conteúdo.

A Distribuição e Optimização de Anúncios no Facebook

Conseguirás atingir mais resultados (neste caso, resultados seriam ATC ou Visualização de Conteúdo), o que significa mais dados para o Pixel analisar e melhores condições para a ferramenta optimizar.

Conclusão

Criar anúncios no digital nunca será tão fácil como muitos “gurus” podem querer fazer acreditar.

O Facebook e o seu algoritmo formam sem dúvida uma ferramenta autónoma e super inteligente mas irá sempre necessitar – espero eu 😂 – de informações e indicações da parte do anunciante para tomar as melhores decisões.

Neste artigo em específico, esta decisão baseava-se na distribuição óptima dos anúncios e consequente gasto eficiente do orçamento, sem gastar em impressões inúteis.

A lógica é muito simples: dentro da tua audiência, não queres chegar a toda a gente mas sim a quem estará mais bem preparado para concluir a acção que preencha o teu objectivo.

Nunca será sobre a quantidade mas sim sobre a qualidade de informação que forneces à plataforma.

Qualquer dúvida, deixa nos comentários ou envia-me uma mensagem pelas redes sociais.

Abraço!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Bruno Moura

Bruno Moura

Freelancer, PPC Manager, consultor e formador com mais de 10 anos de experiência em marketing digital. Segue-me no Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

Close Menu